Mércia Gourmet

CPT - Centro de Produções Técnicas

Publicidade GDE

domingo, 22 de setembro de 2013

Como viajar pra Europa gastando pouco



Se você anda sonhando em alçar voos internacionais, mas dispõe de pouca grana, precisa ler esta matéria.

Quando fui fazer minha primeira viagem internacional, eu me senti carente de informações, a maioria você realmente só encontra na prática, portanto, vou explicar aqui o máximo de detalhes que eu me lembrar.




O Brasil está ampliando sua exportação de turistas, isso é fato. Com os programas de incentivo ao intercâmbio criados pelo governo o exterior está lotado de brasileiros, mas se você não foi contemplado com uma dessas maravilhas de bolsas do CSF - ciência sem fronteira, do governo federal, não se desanime. Junte um pouquinho de dinheiro e você poderá fazer sua viagem também. 

O primeiro passo para se viajar pra Europa é ter, pelo menos, uns 160 reais (rs) para tirar o passaporte: passaporte é o documento imprescindível para uma viagem ao exterior, basicamente é sua carteira de identidade lá fora, já que o seu bom e velho RG vai ser aposentado nessas viagens.



Você deve entrar no site da polícia federal e solicitá-lo, como a gente é bonzinho, vai até o link aqui pra vocês: http://bit.ly/16c6Wfc

Após isso, tem um prazo para se fazer uma "entrevista", colocar todas suas digitais naquele infravermelho, assinar e tirar sua "linda" foto, que geralmente a pessoa sai com cara de bandido, não sei se é por estar perto da polícia, ou o problema foi comigo mesmo, haha.

Pelo que me lembro, o prazo para ficar pronto é cerca de dois meses - se não for de emergência (que é mais caro). Bom, feito isso, você vai aguardar o seu passaporte chegar para busca-lo na PF. Uhul, malas prontas! (ainda não).


Com o passaporte em mãos, é esperado que você já tenha decidido o destino que você quer ir na Europa.
O que achei mais complicado foi reservar hostels (albergues), mas isso só porque eu não confiava nas reservas, não sabia em qual hostel ficar, enfim. Não me lembro qual site utilizei para fazer isso, mas certamente o google te informará os melhores, aqui vão alguns links: http://pt.hostelbookers.com/ http://www.hostelworld.com/ entre outros.


Sugiro que imprima um mapa da Europa e trace os destinos nele com uma caneta hidrocor. 

Se quiser ir à Itália primeiro, decida as cidades que quer conhecer, um exemplo: se você quer ir à Roma, Milão e Veneza, saberá que cada uma fica num canto, e vai ter que pesquisar qual meio mais barato de ir de uma a outra - trem ou avião. 

As empresas low-cost trabalham com passagens baratíssimas e te dão direito de levar apenas uma mala de mão com dimensões exatas (pesquise na internet qual dimensão da mala da Ryanair, por exemplo). Ryanair é uma empresa aérea low-cost. 

Viajei muitas vezes por ela e não indico muito, talvez influenciado pelo meu medo de avião, ou porque ocorreram algumas turbulências desagradáveis. A mala que eles dão direito de levar é muito pequena, os aeroportos que pousam geralmente são longe (cerca de uma hora de distância dos destinos) e os voos são barulhentos - vendem todo tipo de tranqueira e você sequer consegue dormir.

É muito válido pensar no seu conforto, viajar cansa MUITO e você chega morto nos lugares, sem ânimo pra muita coisa. Algumas pessoas não são amigáveis (principalmente os recepcionistas dos lugares) e se você não souber falar inglês a coisa complica um pouquinho mais, ninguém lá tem muita paciência, afinal convivem com estrangeiros o tempo todo e depois de um tempo, você vai ver como é chato ouvir gente falando línguas estranhas no seu pé do ouvido no metrô e você sem entender nada. 

Eles passam por isso todo dia, a Europa é globalizada e cada canto fala uma língua diferente, os países são próximos e pequenos, certamente você entenderá do que eu tô falando quando pegar um metrô em Paris. 

Um dos destinos que eu sugiro é: Santorini, Grécia - até hoje não me perdoo por não ter ido, a minha irmã foi e disse que é perfeito, o lugar mais incrível que ela já conheceu, não é por menos, eu vou deixar aqui umas imagens que ela mesma enviou:





Depois do passaporte e passagens compradas - sugiro a empresa que viajei: Tap Portugal - tem um ótimo atendimento no voo, as pessoas falam Purtuguês, sim, de Portugal e os aviões são legais. Você precisa trocar seus Reais por Euros e colocá-lo num cartão, sugiro o VTM - Visa Travel Money, que a própria casa de câmbio vai lhe disponibilizar, os bancos também fazem esse serviço, mas no meu caso, foi na numa casa de câmbio do interior mesmo, a Fitta Câmbio - isso não é propaganda, só tô tentando auxiliar você, e qualquer problema eu não tenho a menor responsabilidade, só pra ficar claro, tá? rs.


Bom, para a viagem, fora a passagem, se você não for de comprar tudo o que vê pela frente, sugiro que leve uns 2 mil euros, já é um tanto muito bom, mas, claro você precisa orçar os hotéis que ficará e quanto gastará, se for dar um pulo na Inglaterra, lembre-se que lá é Libra e a Libra é mais cara...
O VTM já transforma seu dinheiro na moeda do país que você estiver, isso é uma mão-na-roda, quando estava na Inglaterra, eu coloquei ele no caixa eletrônico no meio da rua e lá mesmo tirei minha grana, de noite, ninguém vai te roubar - pelo menos é o que se espera.

Gente, quem puder ir por Portugal, pare logo em Lisboa e conheça-a, além de ser mais fácil entrar por lá, a cidade é massa - em breve, um post com todas as cidades que fomos e o que nos encantou ou não.


A empresa Ryanair é a que faz voos mais baratos, mas, acho melhor que gastem com trem e comprem logo um passe que te dá direito a vários países - nós fomos de avião, mas teria sido mais interessante ir de trem, fora que esta empresa não é lá sinônimo de segurança, apesar das passagens serem super baratas - pagamos 19 euros (75 reais) de Torino - Itália, para Paris - França. 

Outro conselho: durma cedo - quando não for curtir uma boa noitada em alguma balada legal. E acorde com disposição. Nós sempre estávamos com sono e cansados o que atrapalhou bastante. Chegamos a ficar em casa 2 semanas - minha irmã estava morando lá na época - por preguiça, e hoje me arrependo profundamente. Mas pretendo voltar lá ainda.

Quase ninguém põe orçamentos, mas, vou fazer um balanço de quanto devo ter gastado.
As passagens ida e volta foram cerca de 2900 reais, mas fui diretamente para Torino, na Itália, que é um destino pouco procurado turisticamente, então, certeza que você acha mais barato, ou não. Vá logo sem escala, na primeira cidade que pousar, já visite. Lisboa é uma bela pedida (dizem, pois não cheguei a sair do aeroporto).

Levei para os gastos cerca de 2000 euros, o que atualmente é cerca de 6349  reais.
Nas mãos, 500 euros, que é o que a União Europeia exige em mãos. 
Fiz um seguro saúde chinfrin que não lembro-me do nome, por cerca de 300 reais, mas sugiro que pesquise bem, o povo que sofre acidente lá fora geralmente tem problemas com o seguro, e Deus ajude que não aconteça nada, mas é sempre bom saber.

PS: voltei com 1500 reais no bolso, porque sou pão duro.
.
Bom, preciso que ponham as dúvidas nos comentários para que o post fique mais completo! É ísso aí!


Imagens: Google / Arquivo Pessoal
Postado Por: Creative

Como viajar pra Europa gastando pouco

Compartilhe:

Postar Um Comentario

Facebook
Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates