Mércia Gourmet

CPT - Centro de Produções Técnicas

Publicidade GDE

domingo, 12 de janeiro de 2014

Praga, a cidade mais assombrada da Europa


Uma das cidades mais belas da Europa: Praga, localizada no leste europeu é também conhecida pelo excêntrico turismo do medo. A capital da Republica Checa é considerada um dos lugares mais assombrados do mundo e reúne inúmeras histórias macabras que se misturam aos principais pontos turísticos da cidade. As lendas e contos têm origem na sua própria história, quando a cidade serviu de palco e cenário para diversas execuções e assassinatos.







O passeio do medo começa após o por do sol. Um dos primeiros locais a serem visitados é a Charles Bridge, uma ponte que liga o centro urbano e a velha cidade de Praga (Old Town). Ali, diversas lendas que falam de bruxas que foram executadas durante a Idade Média e que, nos dias atuais, realizam majestosos sobrevoos sobre transeuntes que “se arriscam” em travessias durante a madrugada.





Na Charles Bridge existem 27 estátuas de pedra alinhadas representando líderes Checos considerados atualmente santos. As estátuas foram construídas no local exato onde esses líderes foram executados brutalmente por Jan Mydlar. Na verdade, 24 decapitações e três enforcamentos. Os visitantes e moradores contam que se sentem observados durante a travessia e têm a impressão de estarem sendo seguidos pelos “olhos vivos” das estátuas.



Josefov - Outro local assombrado de Praga que foi a primeira área do gueto judeu na cidade, onde gigantes de pedras guardam ali o Golim criado pelo fantasma do rabino Loew. Segundo a lenda, no início do século 16 os judeus, neste local, foram acusados por assassinar crianças cristãs. O rabino teria criado o Golim, uma figura moldada com o barro proveniente do rio Vitava. Essa figura seria responsável por ajudar a salvar toda população judaica.



Por se tornar mais importante que o Imperador, o Golim deveria ser então destruído. O rabino relutante o preservou no sótão da Sinagoga e lançou uma maldição para que ninguém jamais penetrasse o local novamente. A lenda diz que isso teria ajudado a proteger o local até mesmo dos nazistas e, que até hoje, essa proteção se faz presente no local pela presença de dragões e fadas que se erguem em cada esquina.









Reza a lenda que fenômenos sobrenaturais acontecem no Mosteiro de Strahov, onde visitantes afirmam ouvirem as badaladas dos sinos da capela e presenciam aparições do Cavaleiro Sem-Cabeça durante as madrugadas. A história nos traz que os sinos são tocados por uma velha moribunda que anunciou no passado a morte de seus filhos atacados pela peste. A lenda do Cavaleiro é atribuída a um antigo padre do mosteiro que se recusou naquele tempo a atender doentes e que por fim teve sua cabeça arrancada por um coice de seu cavalo.



Os fantasmas estão também na Tyn Court, cenário de tragédias e de mortes causadas pela fúria e o ciúme de mercadores turcos. E no Mosteiro de Emauzy, a causa do medo é atribuída ao “Diabo Emauz” que, segundo a lenda, teria sido um cozinheiro do inferno enviado para a terra a fim de testar a fé e a devoção de monges e beneditinos.


A crença – O Relógio Astronómico é uma das principais atrações da cidade. No início de cada hora aparece a estátua de um esqueleto que toca o sino, simbolizando a chegada da morte. No entanto, no final deste ato, aparece um galo e canta simbolizando o início de um novo dia e afastando a morte.

Este texto foi escrito por: Sergio Zaccaria, do blog Dublin Para Brasileiros

Postado Por: Creative

Praga, a cidade mais assombrada da Europa

Compartilhe:

Postar Um Comentario

Facebook
Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates